O funcionamento do sistema fotovoltaico em dias nublados ou chuvosos.

Atualizado: 9 de Jun de 2020

O sistema fotovoltaico consiste na geração de energia elétrica pela incidência solar. Ao pensar em incidência solar como funcionamento do sistema, imaginamos que em dias nublados ou chuvosos a geração de energia seja quase ou igual a zero. O que pode acontecer neste caso é a diminuição da eficiência, mas não significa que o local ficará sem energia, o sistema irá funcionar mesmo que a luminosidade seja pouca e o desempenho do mesmo ainda será favorável. A chuva colabora para a manutenção das placas, tirando a sujeira acumulada que possa causar sombra nos painéis, como poeira, folhas ou dejetos de animais. Para que a chuva não atrapalhe o desempenho do sistema é preciso ser feito o dimensionamento adequado de acordo com as necessidades do local e do cliente. O dimensionamento correto é realizado levando em consideração a carga necessária e a localização, pois a geração de energia pode variar de acordo com o clima e sabendo a localização é possível prever o fator de insolação em cada mês do ano para que a geração não seja inferior a demanda. Em determinados casos, a demanda é menor que a geração, ou seja, a produção excede o consumo, com o sistema criado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) de compensação de energia elétrica que permite que a energia excedente seja cedida a distribuição local acumulando créditos que serão utilizadas pelo consumidor posteriormente, tendo validade de 5 anos e podendo ser utilizados em outra unidade consumidora que tenha o mesmo CPF ou CNPJ. Portanto, a energia solar fotovoltaica com o dimensionamento correto continua gerando energia elétrica mesmo em dias nublados ou chuvosos.



68 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo